Blog

Uso de drone na agricultura
04
nov

Benefícios no uso de drones na agricultura

Criado para fins militares os veículos aéreos não tripulados (VANTs) ou drones têm sido utilizados em diversos segmentos. São aeronaves equipadas com sensores e recursos de imagem cada vez mais eficientes e precisos.

Na agricultura de precisão ancorada na tecnologia de informação, os drones se tornaram cada vez mais importantes pela capacidade de coletar dados com rapidez, exatidão e encaminhá-los para softwares que irão analisar e transformar as informações para a melhor tomada de decisão.

Vantagens da utilização de drones na agricultura

No setor agrícola a grande vantagem da utilização de drones é a precisão com que se pode detectar e monitorar grandes áreas quase em tempo real.

A vantagem sobre outros sistemas de monitoramento é que os drones podem fazer sobrevoos semanais, a baixo custo, durante todo o período de produção.

Realização da inspeção das culturas pois permite uma visão da mesma que de outra forma seria impossível a partir de determinados estádios fenológicos.

Possuem capacidade de transportar sensores que captam a radiação emitida pelas culturas em diversos comprimentos de ondas ou para captar fotografias aéreas no espectro do visível.

A utilização dos drones será justificada na agricultura pela redução de custos com equipamentos e mão-de-obra somados aos ganhos de eficiência na execução das tarefas.

Algumas utilizações dos drones na agricultura

Os drones têm ganho espaço na agricultura e sua versatilidade vale o investimento, já que podem desempenhar diversas funções, os custos destes equipamentos pode variar de acordo com o modelo e a tecnologia embarcada.

  • Análise das culturas – é um dos usos mais conhecidos, detectam pragas e doenças, falhas no plantio, excesso de irrigação, entre outros;
  • Demarcação do plantio – a visão proporcionada do alto permite analisar as áreas mais propícias para a semeadura;
  • Acompanhar o desenvolvimento das culturas – para saber se as culturas estão se desenvolvendo como o esperado, pode-se analisar cronologicamente as imagens captadas;
  • Acompanhamento de pastagens – do alto é possível verificar quais pastos devem ser reformados e quais estão em bom uso;
  • Pulverização – existem protótipos sendo testados, podendo a aplicação ser mais eficiente pela proximidade das plantas e mais segura por não ter o aplicador;
  • Monitorar desmatamento – o sobrevoo permite uma visão ampla de lugares distantes e de difícil acesso, podendo assim identificar áreas que possam estar sendo desmatadas;
  • Vigilância – pode ser utilizado nas fazendas para vigiar as divisas da propriedade;
  • Telemetria – é possível medir propriedades usando as imagens de alta qualidade dos drones.

Acesso a drones ainda é restrito

As soluções testadas pelas empresas visam, principalmente, a otimizar o trabalho dos equipamentos de solo, Quanto mais tecnificada em termos de maquinário e controle de informação é a fazenda, maior tem sido o interesse do produtor em experimentar a tecnologia dos drones.

Gradativamente a tecnologia dos drones também se tornarão acessíveis para os pequenos produtores, hoje a tecnologia é relativamente cara restringindo sua aquisição a médios e grandes empresários rurais. Neste desafio de promover maior acesso dos pequenos produtores aos drones, o mercado de montagem será um aliado, porque conseguirá disponibilizar equipamentos mais baratos.

Você conhecia o uso dos drones na agricultura? Assine nossa newsletter, deixe suas dúvidas e sua opinião sobre o assunto!